nomada digital

Tudo o que precisas de saber para te tornares um nómada digital

O nomadismo digital tornou-se uma tendência global nos últimos anos, com pessoas a viajar e a trabalhar a partir de países com locais idílicos tais como: Indonésia, Tailândia, Colômbia ou cidades europeias, como por exemplo: Lisboa, Budapeste e Barcelona. Hoje em dia, com o aumento do número de trabalhadores remotos, esta tendência vai espalhar-se mais rápido do que nunca, mas o que precisas de saber para te tornares num nómada digital?

 

Antes de mais, dinheiro!

A primeira coisa que precisas de fazer para te tornares um nómada digital é garantir que tens uma fonte de rendimento. Sem dinheiro, não há diversão. Existem 3 formas de ganhares dinheiro online enquanto nómada digital: tornar-te freelancer, trabalhar remotamente para uma empresa e criar e gerir um negócio online.

 

  • Freelancing é visto como um dos métodos mais fáceis para começar a trabalhar remotamente. Tudo o que vais precisar é de ter uma competência que o mercado precise (Marketing Digital, Design, Programação) e vender essa competência como um serviço. Podes começar com plataformas como a Upwork e a Fiverr e aumentar a tua carteira de clientes com tempo fora dessas plataformas.
  • Trabalhar remotamente para uma empresa é mais complicado devido à concorrência, mas tendo em conta que cada vez mais empresas se adaptam ao trabalho remoto, este será o novo normal. A Gitlab, a Buffer e a Doist há já algum tempo que contratam remotamente e cada vez mais empresas, como recentemente o Twitter e a Quora, vão começar a contratar trabalhadores remotos.
  • Criar um negócio online é a mais complicada das três, tendo em conta que a maioria dos negócios não têm um retorno imediato e precisam de tempo para crescer.  Contudo, é cada vez mais evidente que os empreendedores se estão a adaptar ao mundo online recorrendo ao e-commerce, Dropshipping, agências e educação online e muitos outros modelos de negócio. O início é desafiador, mas o retorno a longo-prazo pode ser significativamente mais alto do que apenas trocar o teu tempo por dinheiro.

 

Agora que já asseguraste o teu rendimento, o que se segue?

É muito importante que comeces por perceber o que procuras em cada lugar que visitas e a que velocidade pretendes viajar.

A maioria dos nómadas digitais procuram uma comunidade de pessoas que pensem de forma semelhante à sua, locais bonitos para visitar, cultura local e modos de vida diferentes, espaços de coworking, actividades ao ar-livre e um padrão de nível de vida económico. por isso, questiona-te sempre sobre aquilo que tencionas encontrar antes de começares a selecionar o teu próximo destino.

Aconselho-te vivamente a estares pelo menos um mês em cada destino. Viajar com calma é uma arte, e os nómadas digitais adoram viver como um local nos lugares que visitam, em vez de serem apenas turistas. Além disso, tudo tende a ser mais barato quando contratado por pacotes mensais, desde o alojamento aos espaços de cowork, mensalidades são a fórmula mais vantajosa em qualquer lugar do mundo. E claro, quanto mais tempo ficares, mais barato se torna.

 

Onde ir?

Se procuras uma comunidade de nómadas digitais e lugares que preenchem todos os requisitos que mencionei anteriormente, os melhores locais no mundo são Bali, Chiang Mai, Lisbon, Budapest, Playa del Carmen e Medellín. Há muitas outras opções, mas todas estas se tornaram grandes hubs de nómadas digitais do mundo inteiro, e muito facilmente encontrarás toda a informação de que precisas para viajar, viver, trabalhar e conectar-te com outros, à distância de um clique.

Um website que deverás sempre consultar antes de escolheres o próximo destino é o Nomadlist. Aqui podes encontrar preços, recomendações e informações úteis sobre uma variedade enorme de diferentes locais no mundo.

 

Com todas estas ferramentas, agora é tempo de te preparares e começares a abraçar a jornada do nómada digital. Conecta-te com pessoas semelhantes a ti nos lugares mais incríveis do mundo e aproveita esta nova forma de viveres o teu dia-a-dia.

Se Lisboa está na tua lista, dá uma olhadela ao Piece of Work. É um espaço de coworking em Campolide, um bairro típico no centro da cidade e onde se respira comunidade.

 

Agenda já a tua visita

 

(artigo escrito em colaboração com Gonçalo Hall, fundador do Remote Work Movement)

 


 

Subscreve a nossa Newsletter


    Workplace safety

    Trabalho em tempos de COVID-19

    Estamos todos cansados de ouvir falar na Covid-19. Estamos tristes porque os nossos planos de férias no estrangeiro foram por água abaixo. Estamos desesperados porque, para darmos atenção aos nossos filhos, não conseguimos focar-nos no trabalho ou porque simplesmente a nossa ligação de internet teima em não colaborar. Além disso, sentimos falta de quando conversávamos com colegas, e não com o gato, de trocar ideias ou "duas de letra" e já só sonhamos com o tão desejado regresso à normalidade, ainda que seja uma “nova normalidade”.

    Em tempos de pandemia, as nossas rotinas mudaram e tivemos de nos adaptar a um conjunto de novos hábitos, mas é importante que esses não limitem a rotina que nos permite trabalhar felizes e ser produtivos.

    No Piece of Work Campolide, estamos conscientes dessa necessidade e para garantir que te sentes seguro no teu local de trabalho, e tendo presentes os cuidados recomendados pela DGS, adotámos um conjunto de medidas de segurança e higiene que te damos a conhecer:

     

    Medida 1 – Distanciamento

    Restruturámos o nosso espaço para poderes trabalhar com a distância de segurança recomendada dos teus coworkers. Limitámos a capacidade do nosso espaço e disponibilizamos a possibilidade de reservares o teu posto de trabalho na modalidade de secretária flexível.

     

    Medida 2 – Equipamento de proteção

    Temos máscaras e luvas descartáveis para poderes trabalhar e usar o nosso espaço em segurança. O uso de máscara é obrigatório nas zonas comuns.

     

    Medida 3 – Limpeza do espaço

    Desinfetamos as superfícies regularmente e a limpeza de todo o espaço também foi reforçada.

     

    Medida 4 – Ventilação

    O nosso sistema de ar condicionado é novo, individual e os filtros são limpos regularmente. Contudo, nesta fase, privilegiamos a ventilação natural mantendo a porta e as janelas abertas.

     

    Medida 5 – Membros e visitantes

    Instalámos um tapete desinfetante à entrada para limpares os teus sapatos e encontrarás vários pontos com dispensadores de álcool gel em todo o espaço, para usares ao entrar e sempre que for preciso. Temos na recepção um termómetro sem contacto para medirmos a tua temperatura corporal.

     

    Medida 6 – Em caso de suspeita de infeção

    A nossa Equipa de Comunidade teve formação e sabe como lidar com um caso suspeito. Temos uma sala de isolamento preparada para essa eventualidade.

     

    Agora que já tens esta informação e provavelmente estás mais descansado, queremos dizer-te que estamos ansiosos por te receber e disponíveis para esclarecer todas as tuas dúvidas sobre o funcionamento do nosso espaço durante este período. Para não te comprometeres com uma mensalidade e caso apenas queiras visitar-nos alguns dias por semana, desenhámos um plano flexível para ti aqui.

     

    Agenda já a tua visita

     


     

    Subscreve a nossa Newsletter


      Mulher em trabalho remoto

      Trabalho remoto e horário flexível: Vantagens e oportunidades

      O mercado de trabalho tem sido palco de diversos novos paradigmas. O trabalho remoto e o horário flexível são duas dessas tendências. Cada vez mais profissionais e empresas reconhecem os benefícios de uma forma de trabalhar mais equilibrada e personalizada a cada colaborador. O trabalho remoto permite que o colaborador desempenhe as suas tarefas a partir de qualquer lugar, ligando-se à empresa ou aos clientes através da internet e, em alguns casos, desempenhando funções no horário que lhe seja mais conveniente (bye bye, 9 às 5!).

      O trabalho remoto e o horário flexível, quando bem planeados e executados, contribuem para melhorias a vários níveis. Vamos analisar quais e explicar-te como algumas empresas estão a ajustar-se a esta realidade.

       

      6 Vantagens do trabalho remoto e do horário flexível

       

      1. Não tens de te preocupar com deslocações

      O trabalho à distância possibilita que exerças a tua atividade confortavelmente em casa. Podes esquecer as preocupações com o trânsito, as viagens longas, o mau tempo e as horas perdidas. Se trabalhar a partir de casa não é a tua praia, podes evitar grandes deslocações e optar por instalar-te num espaço de coworking perto de ti.

       

      2. Aumentas a tua produtividade

      Quando optas pelo trabalho remoto, tornas-te completamente responsável pelas tuas tarefas e rotinas. Embora usufruas de flexibilidade, tens de apresentar o teu trabalho dentro dos prazos e com qualidade. Isso vai, naturalmente, incutir-te mais autodisciplina e não te faltarão motivações para trabalhar com afinco. Ganhas tempo e energia para os teus hobbies, para cuidares de assuntos familiares e domésticos e para tratares de burocracia sempre que precises. Idealmente, o ciclo arranca com uma melhoria da qualidade de vida, avançando rumo aos níveis mais altos de motivação e, consequentemente, de produtividade. Outros fatores potenciadores da produtividade incluem o facto de trabalhares em ambientes mais silenciosos e nas alturas do dia que, para ti, rendem mais.

       

      3. Reduzes os teus gastos

      O trabalho remoto e a redução de custos têm uma relação direta. Isto verifica-se quer estejas no papel de colaborador, quer no de diretor da empresa.

      Enquanto colaborador, poupas no combustível para as deslocações – principalmente se a empresa estiver sediada a muitos quilómetros de distância do local onde moras – ou nos passes de transportes públicos. Poupas também nas despesas com a alimentação, especialmente se não tiveres o hábito de levar marmita para o trabalho e optares por comer em restaurantes próximos.

      Enquanto empreendedor cujos trabalhadores estão à distância, poupas nos custos de eletricidade, internet e aquisição dos equipamentos e mobiliário. Podes até poupar consideravelmente na renda, visto que não precisas de um espaço tão grande para acolher a tua equipa.

       

      4. Tornas-te um profissional mais versátil

      Nas instalações da empresa, tens sempre colegas a quem podes colocar perguntas e pedir ajuda. Neste ponto, o trabalho remoto exigirá mais de ti! Embora estejas em contacto com os teus colegas ou clientes, há muitas ocasiões em que precisas de aprender e tomar decisões autonomamente.

      Não sabes bem o que fazer num certo contexto ou como desempenhar uma tarefa específica? Arregaça as mangas e sê proativo! Automaticamente, estarás a desenvolver novas competências, como a capacidade de resolução de problemas.

       

      5. Potencias a diversidade

      O trabalho remoto assenta na comunicação via internet e isso abre as portas a muito mais pessoas e experiências. Se és freelancer, a tua rede de clientes e parceiros não está restrita a limites geográficos. Caso sejas colaborador ou responsável de uma empresa, podes interagir com colegas de várias cidades e países. O valor da diversidade de ideias, perspetivas e competências vai ser evidente.

       

      6. Trabalhas com quem te sentes bem

      Já aqui vimos que é benéfico não trabalhares sempre isolado. O trabalho flexível permite que estejas perto dos teus amigos ou familiares, mesmo que tenham ocupações diferentes. Podes ainda integrar espaços de coworking onde vais conhecer pessoas de todas as áreas e reforçar a tua rede de contactos, criando assim mais oportunidades.

       

      O Piece of Work é uma verdadeira comunidade de coworking, com planos que se adaptam aos vários tipos de profissionais e empresas. E claro, não nos esquecemos de quem não dispensa o trabalho flexível.

      Podes subscrever os planos secretária fixa ou secretária flexível ou adquirir o passe diário. Criámos ainda o plano escritório virtual, que te permite trabalhar onde quiseres e ter acesso à nossa rede de parceiros e atividades. Estás convidado a reunir no nosso espaço quando precisares e até tratamos da tua correspondência.

      Descobre mais sobre o Piece of Work e alia as vantagens do trabalho remoto às da nossa comunidade de coworking!

       

      SABER MAIS

       


       

      Subscreve a nossa Newsletter


        grupo de pessoas em trabalho remoto

        Como tornar o trabalho remoto produtivo na tua empresa

        Manter a produtividade num trabalho remoto pode ser um grande desafio para muitas pessoas. No entanto, são cada vez mais os que adotam este estilo de vida profissional.

        Trabalhar à distância – optando pelo home office ou recorrendo a espaços de coworking – tem cada vez mais adeptos. É muito comum, por exemplo, dentro da classe dos jovens empresários e fundadores de startups, preferir o trabalho remoto total ou parcial.

        Manter uma rotina flexível, podendo conciliar melhor os compromissos pessoais e profissionais e diminuir custos fixos, é o que atrai a maioria das pessoas. No entanto, esta liberdade, quando mal gerida, pode apresentar alguns desafios.

        Se geres uma pequena empresa e tens uma equipa de colaboradores a trabalhar remotamente, há algumas dicas que podes e deves ter em conta.

         

        1. Cria rotinas e define prazos

        No trabalho remoto não existe a necessidade, ou obrigação, de estabelecer um horário fixo de entrada e de saída. Se tens alguns elementos da tua equipa a trabalhar remotamente, é natural que cada um gira o seu horário como melhor lhe convém.

        No entanto, é muito importante criar algumas rotinas com os teus colaboradores e definir prazos. Podes, por exemplo, fixar uma hora para conclusão de determinada tarefa ao invés de definir um dia.

        Estabelecer deadlines rigorosos pode ajudar a criar uma rotina de trabalho entre toda a equipa. Mas evita ser altivo ou demasiado controlador. O importante é criar relações de empatia e confiança com a tua equipa para que tudo flua da melhor forma.

         

        2. Recorre a ferramentas para facilitar o trabalho remoto

        A tecnologia será a tua melhor amiga. Investir em ferramentas como o Asana ou o Slack vai ajudar-te a criar rotinas na equipa e facilitar o trabalho remoto.

        Este tipo de plataformas é ideal para fazer uma melhor gestão da comunicação interna da empresa, permitindo a organização e partilha de ficheiros, gestão de tarefas, agendamento de reuniões, chat ou videoconferências.

         

        3. Agenda reuniões semanais e fortalece laços

        Mesmo que parte da tua equipa trabalhe à distância, é importante conheceres os teus colaboradores. O ideal é agendar semanalmente uma reunião presencial com todos os membros.

        O contacto físico fortalece os laços entre as pessoas, aumenta o sentimento de comunidade e melhora a produtividade. Para as reuniões, procura um ambiente profissional. Opta, por exemplo, por um espaço de coworking onde possas arrendar salas de reuniões.

        É essencial que ninguém se sinta discriminado.  Portanto, esforça-te por colocar todos os trabalhadores no mesmo patamar, independentemente de trabalharem remotamente ou não.

         

        coworking lisboa

        POW é o novo espaço de coworking em Lisboa

        LER ARTIGO

         

        4. Dá sempre feedback à tua equipa

        Se desejas ver os teus colaboradores remotos motivados, deves sempre investir no feedback. Não há nada pior do que sentir que o nosso esforço não é valorizado. Se queres ter uma equipa apaixonada e produtiva, cria momentos de conversa onde possam trocar ideias sobre o trabalho que está a ser realizado. É essencial que toda a empresa comunique regularmente.

         

        5. Investe na carreira dos teus colaboradores

        É muito importante dar perspetivas de carreira às pessoas que trabalham contigo, mesmo àqueles que colaboram remotamente. Dar uma visão de crescimento dentro da empresa estimula os colaboradores e torna-os mais produtivos. Para aqueles que fazem trabalho remoto, certamente será uma forma de os fazer sentir mais motivados e integrados.

         

        A produtividade é essencial para o sucesso de qualquer negócio. Se estás a gerir uma empresa, mesmo que se trate de uma startup, subscreve o nosso blog e fica a par das melhores dicas para melhorar o desempenho da tua equipa.

         


         

        Subscreve a nossa Newsletter